Redes sociais
Nos siga e fique sabendo

Autoridades e detentas durante o inicio dos trabalhos /

         

       

O município de Jateí com uma ação pioneira no Mato Grosso do Sul em que custodiadas ainda em regime fechado prestam serviços fora na unidade prisional, teve inicio na manhã desta segunda-feira (09) os trabalhos com as dez detentas que irão atuar nos serviços de limpeza e manutenção de espaços públicos na cidade, além de remuneração elas terão as penas reduzidas durante a medida de ressocialização.

 

O prefeito Eraldo Jorge Leite, a vice-prefeita Cileide Cabral da Silva Brito, vereadores, deputado estadual Mauricio Picarelli e o Promotor de Justiça Romão Avila Milham Junior, da Comarca de Fátima do Sul estiveram no Estabelecimento Penal Feminino Luiz Pereira da Silva juntamente com a diretora da EP Jateí Solange Pereira da Silva para acompanhar a ação que é uma iniciativa que contou com parceria entre a Prefeitura de Jateí e Agepen, visando a ocupação produtiva das internas e reinserção social por meio do trabalho, consequentemente trazendo economia aos cofres públicos.

 

Além da remição de um dia na pena a cada três de serviços prestados, as custodiadas receberão da prefeitura remuneração no valor correspondente a ¾ do salário mínimo nacional, exercendo atividade de limpeza das ruas do município, cumprindo uma jornada de 8h diárias. No inicio dos trabalhos já atuaram devidamente uniformizadas, com todos os equipamentos necessários, acompanhadas de profissionais tanto do Estabelecimento Penal como também sob orientação de uma equipe específica da Secretária Municipal de Infraestrutura.

 

Em suas palavras o prefeito Eraldo Jorge Leite reforçou que este é um momento de suma importância em sua vida, enfatizando a alegria em ver esta parceria que deu certo. Na oportunidade agradeceu o empenho de todos os envolvidos em especial o Ministério Público através do promotor Romão.  Para o promotor de justiça o direito das presas ao trabalho é uma oportunidade de mudanças de vida, um projeto pioneiro no estado, idealizado com base legal, que trás economicidade pro município e ao mesmo tempo desperta a esperança de ressocialização.

 

Na ocasião as detentas envolvidas na ação demonstrando muita ansiedade e alegria para o inicio dos serviços, se comprometeram em desempenhar ao máximo a função imposta pela EP Jateí e prefeitura, na qual agradeceram a oportunidade. Prestigiou também o começo dos trabalhos assim parabenizando a ação, os vereadores Edison Paz (presidente do Legislativo), Sebastião de Freitas e Robson Carmo, o advogado Dr João Paulo Lacerda, demais lideranças locais e servidores da EP.

 

 

Assessoria de Comunicação/ Valéria Batista

Fotos Lucas Moura